domingo, 25 de dezembro de 2011

ANÍBAL PEREIRA DOS REIS

O escriba Valdemir Mota de Menezes já leu vários livros do ex-padre Aníbal Pereira dos Reis e acredita na versão do Aníbal, inclusive na autenticidade das cartas do cardeal Agnelo Rossi que foram bem refutadas pelo ex-padre.

-------
Aníbal Pereira dos Reis
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Aníbal Pereira dos Reis
Nascimento 9 de março de 1924
São Joaquim da Barra
Morte 30 de maio de 1991
Nacionalidade Brasil
Ocupação Teólogo

Aníbal Pereira dos Reis (São Joaquim da Barra, 9 de março de 1924 — 30 de maio de 1991) foi padre católico, teólogo e pastor batista. De personalidade polêmica, e devido à sua formação como sacerdote católico e posterior adesão ao protestantismo, tem sido aclamado como herói para evangélicos conservadores[carece de fontes?], herege e apóstata [carece de fontes?] para católicos e radical para evangélicos mais ecumênicos.
Índice
[esconder]

* 1 Biografia
* 2 Polêmicas
* 3 Principais livros escritos
* 4 Referências
* 5 Ligações externas

[editar] Biografia

Aníbal Pereira dos Reis nasceu no interior de São Paulo, filho de Manuel Pereira dos Reis e Emília Basso Reis e foi criado naquela cidade. Foi ordenado em 1949 em Montes Claros, Minas Gerais, após ter feito estudos eclesiásticos na Faculdade Teológica da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Em Montes Claros foi professor de literatura e de matemática em um colégio católico e dirigiu obras sociais. Também fundou o jornal A Tribuna do Norte.

Em 1952 foi transferido para o Recife onde prosseguiu com trabalhos sociais e onde também fez um curso de neuro-psiquiatria. Foi também pároco em Guaratinguetá e Orlândia.

Em 1961 começou a duvidar de doutrinas católicas e afastou-se do catolicismo romano. Em 30 de maio de 1965 fez sua profissão de fé em uma Igreja Batista e foi baptizado. Na década de 1970, foi ordenado pastor baptista e saiu como pregador itinerante.

Foi também Membro da Academia Evangélica de Letras, da Associação Brasileira de Cultura e da União Brasileira de Escritores.

Escreveu aproximadamente 40 livros, nos quais criticava principalmente o ecumenismo e o catolicismo.
[editar] Polêmicas

De personalidade resoluta, Reis era um fervoroso crítico de sua antiga religião, chegando a dedicar cerca de 85% de seus escritos a refutar as doutrinas católicas. Não seria surpresa nenhuma que seus escritos e atitudes mais de uma vez, se transformassem em polêmicas.

Um dos episódios mais conhecidos foi a carta do cardeal Agnelo Rossi a Dom Paulo Evaristo Arns, segundo a qual Aníbal era reconhecido pelos seus desafetos como um dos sacerdotes mais cultos do Brasil, e na qual se discute - a mando do próprio Papa - quais seriam as melhores estratégias de silenciá-lo, uma vez que o líder máximo católico estaria apreensivo com a grande repercussão das mensagens de Aníbal contra o ecumenismo. A carta foi publicada no periódico oficial da Convenção Batista Brasileira, O Jornal Batista de 19 de Janeiro de 1972. Em 7 de fevereiro do mesmo ano, o Cardeal Rossi enviou uma carta alegando que a carta sobre Aníbal fora forjada, citando como argumentos que a carta não era escrita a mão, mas datilografada, o nome da Congregação no cabeçalho da folha estava errado, o estilo da assinatura era anterior à sua condição de cardeal e prefeito, o timbre usado na folha era o de Paulo VI e não o da congregação de Rossi e a falta do protocolo, sem o qual, segundo ele, tal carta não poderia ser expedida para São Paulo (embora tenha-se registros de que foi autenticada: "Firma reconhecida no Cartório do 1º Ofício de Notas - São Paulo e autenticada no 25º Cartório de Notas - Tabelião Milani em 15/12/71") eram provas de que a carta fora forjada. Dom Estêvão Bettencourt OSB também escreveu um artigo sobre isso.[1] Reconhecendo a legitimidade do direito de resposta do Cardeal, em 5 de março de 1972, O Jornal Batista o publicou com mesmo destaque dado à matéria original.

Em 19 de março de 1972, O Jornal Batista volta ao assunto, publicando a tréplica de Reis ao direito de resposta de Rossi. Na tréplica, Reis, com seu conhecimento de causa dos trâmites internos da burocracia católica, procurava refutar ponto a ponto os argumentos citados como provas de falsificação. Enfatizava ainda que a carta enviada com o direito de resposta, ela própria não dispunha de protocolo nem estava assinada conforme os cargos de Rossi.[2]

Suas argumentações contrárias ao ecumenismo entre católicos e evangélicos são muito respeitadas entre os batistas e protestantes conservadores, entre os quais seus livros possuem grande aceitação.

Por outro lado, este posicionamento lhe valeu também a nomeação de radical por alguns setores ecumênicos do protestantismo. Um episódio que ilustra isso foi quando estava comprando livros em São Paulo e foi chamado de "radical". No periódico Jornal Presbiteriano Bíblico Fundamentalista de Maio de 1985, pg. 7, Aníbal Reis defende-se:

Radical, que é um vocábulo relacionado com a raiz, quer dizer fundamental, e secundariamente significa inflexível. Neste último sentido é hoje de uso mais amplo no linguajar cotidiano. Radical ou inflexível é a pessoa que não cede ou não é maleável. Nesta acepção é muitas vezes o termo tomado de um sentido acentuadamente pejorativo ou depreciativo. Os acomodados, os quebra-luzes, os quarto-minguantes, os basbaques, os aproveitadores picham as pessoas sérias com o apodo: É radical.[3]

[editar] Principais livros escritos

* Este padre escapou das garras do Papa (autobiografia)
* A Senhora Aparecida [1]
* A Senhora de Fátima - Outro Conto do Vigário [2]
* Os cursilhos da Cristandade por dentro
* Serão boas todas as religiões?
* Pedro nunca foi Papa
* Milagres e curas divinas
* Torturas e torturados
* O número 666 de Apocalipse 13:18
* O sinal da Besta

JEAN JACQUES BAULLÉS

O Escriba Valdemir Mota de Menezes divulga o fato do "santo" católico do Brasil, padre Anchieta ter sido um assassino, que matou um cristão usado pelo Espírito Santo chamado Jean Jacques Baullés. Hoje vários monumentos no nosso país tem o nome deste carrasco, filho do Diabo.
http://www.edicoescristas.com.br/produto.php?vitrine=322
----------------------------------

Título
O Santo que Anchieta Matou

» Autor
Aníbal Pereira dos Reis

» Descrição

Este livro fala da importância de um homem nos primórdios da colonização do Brasil. Não se trata de Anchieta, mas de Jean Bollés, alguém que foi perseguido e martirizado pelo jesuíta pelo simples fato de manter-se fiel à Palavra de Deus e ao nosso Senhor Jesus Cristo. Precisamos ser despertados quanto aos "heróis" que aprendemos a conhecer e admirar em nossas aulas de história quando crianças.


------------------------------------




















































































--------------------------------------------

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

JIMMY SWAGGART (PORTUGUÊS)

Jimmy Swaggart fascinou o mundo com sua pregação do Evangelho nos anos de 1980. Milhões de pessoas foram tocadas pelo Espírito Santo que falava através deste pregador norte-americano. (Por escriba Valdemir Mota de Menezes)



-----------------------------------------

Enviado por em 23/01/2010

"Os movimentos pentecostais... vão morrer! Porque estão chegando ao ponto em que não sabem o que é a direção do Espírito. Ouça-me já é muito mal fazer alguma coisa errada como eu vi hoje. Mas o que é horrível é fazer isso e nem saber que está errado" (Jimmy Swaggart)

Uma edição de várias mensagens do reverendo Jimmy Swaggart, o maior avivalista do século XX, a respeito da decadência de igrejas e pastores com o crescimento e aceitação do secularismo, humanismo e mundanismo dentro das igrejas evangélicas. A profecia está se cumprindo.

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

NELSON PALMEIRA DOS SANTOS

PASTORES MORREM LOUVANDO A DEUS
Em 2010, no Estado de Santa Catarina, no Brasil, dois pastores evangélicos morrem em um trágico acidente de carro, envolvendo caminhões, moto e carro. Enquanto os bombeiros tentam resgatá-los em meio as ferragens, os dois pastores cantavam o louvor: Mais perto eu quero estar meu Deus de ti, ainda que seja a dor que me una a ti. É lindo a morte dos santos de Deus. (texto de: Valdemir Mota de Menezes, o Escriba)



video


PASTORS died praising God
In 2010, the State of Santa Catarina in Brazil, two evangelical pastors killed in a tragic car accident involving trucks, motorcycle and car. As firefighters try to rescue them amid the wreckage, the two pastors sang the praise: I want to be Nearer my God to thee, though it is the pain that I join with you. It's beautiful death of the saints of God. (text: Valdemir Mota de Menezes, the Scribe)

JOSÉ VALADÃO DE SOUZA

PASTORES MORREM LOUVANDO A DEUS
Em 2010, no Estado de Santa Catarina, no Brasil, dois pastores evangélicos morrem em um trágico acidente de carro, envolvendo caminhões, moto e carro. Enquanto os bombeiros tentam resgatá-los em meio as ferragens, os dois pastores cantavam o louvor: Mais perto eu quero estar meu Deus de ti, ainda que seja a dor que me una a ti. É lindo a morte dos santos de Deus. (texto de: Valdemir Mota de Menezes, o Escriba)



video


PASTORS died praising God
In 2010, the State of Santa Catarina in Brazil, two evangelical pastors killed in a tragic car accident involving trucks, motorcycle and car. As firefighters try to rescue them amid the wreckage, the two pastors sang the praise: I want to be Nearer my God to thee, though it is the pain that I join with you. It's beautiful death of the saints of God. (text: Valdemir Mota de Menezes, the Scribe)

PRESBÍTERO ANÍSIO

MORTE DE UM SANTO

Após pregar sobre a necessidade dos cristãos, viverem longe das coisas do mundo, exortando-os a vivier em santidade, o presbítero Anísio, de 87 anos, se senta atrás do púlpito, enquanto uma irmã louva a Deus. No momento que a mulher cantando diz: "Chegou a tua hora". Anísio olha para os céus e entrega sua alma a Deus. Morte ao Vivo. (texto de Valdemir Mota de Menezes, o Escriba)



video


DEATH OF A SAINT

After preaching about the need for Christians to live away from the things of the world, urging them lived in holiness, the priest Anísio, 87, sits behind the pulpit, while a sister praises God. The moment the woman singing says, "Your hour has come." Anísio looks to the heavens and gives his soul to God. Death Live. (text of Valdemar Mota de Menezes, the Scribe)



Muerte de un santo

Después de predicar sobre la necesidad de los cristianos a vivir lejos de las cosas del mundo, instando a ellos vivían en la santidad, el sacerdote Anísio, 87, se sienta detrás del púlpito, mientras que una hermana de alabanzas a Dios. En el momento en el canto de mujer dice: "Su hora ha llegado." Anísio mira al cielo y le da su alma a Dios. La muerte en vivo. (Texto de Valdemar Mota de Menezes, el escriba)

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

MARK GABRIEL EX MUSLIM

The Muslim Imam Dr Mark Gabriel was converted to Christ. In this series of 5 videos see your testimony of conversion and how he suffered persecution of their countrymen in Egypt and tortured by accepting Jesus. Finally he fled to America and profess their faith in Jesus. He is a university professor and has written several books on Islam. The religion of hate and terror. (For scribe Valdemir Mota de Menezes)


video


O muçulmano Imam Dr Mark Gabriel foi convertido a Cristo. Nesta série de 5 videos veja o seu testemunho de conversão e como ele sofreu perseguição de seus compatriotas no Egito e torturado por aceitar Jesus. Finalmente, ele fugiu para a América e professa sua fé em Jesus. Ele é um professor universitário e já escreveu vários livros sobre o Islã. A religião de ódio e terror. (Por escriba Valdemir Mota de Menezes)


video



El imán musulmán Dr. Mark Gabriel se convirtió a Cristo. En esta serie de cinco videos vea su testimonio de conversión y la forma en que sufrió la persecución de sus compatriotas en Egipto y torturado por aceptar a Jesús. Finalmente huyó a Estados Unidos y profesa su fe en Jesús. Él es un profesor universitario y ha escrito varios libros sobre el Islam. La religión del odio y del terror. (Por escriba Valdemir Mota de Menezes)

video

Le musulman Imam Dr Mark Gabriel a été converti à Christ. Dans cette série de cinq vidéos voir votre témoignage de la conversion et la façon dont il a souffert la persécution de leurs compatriotes en Egypte et torturé en acceptant Jésus. Enfin, il a fui vers l'Amérique et de professe leur foi en Jésus. Il est un professeur d'université et a écrit plusieurs livres sur l'islam. La religion de haine et de terreur. (Pour scribe Valdemir de Mota de Menezes)



video



video

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

CHARLES HADDON SPURGEON

This sermon was preached on Sunday, July 17th, 1859, in the Surrey Gardens Music Hall.
The use of this building was necessary in order to accommodate the regular congregations of between 5,000 and 9,000 people. References are made in the sermon to the revivals then being experienced in the United States and Northern Ireland.









"We have heard with our ears, O God, our fathers have told us, what work thou didst in their days, in the times of old." Psalm 44:1.

PERHAPS there are no stories that stick by us so long as those which we hear in our childhood, those tales which are told us by our fathers, and in our nurseries. It is a sad reflection that too many of these stories are idle and vain, so that our minds in early infancy are tinctured with fables, and inoculated with strange and lying narratives.
Among the early Christians and the old believers in the far-off times, nursery tales were far different from what they are now, and the stories with which their children were amused were of a far different class from those which fascinated us in the days of our childhood. No doubt Abraham would talk to young children about the flood, and tell them how the waters overspread the earth, and how Noah alone was saved in the ark. The ancient Israelites, when they dwelt in their own land, would all of them tell their children about the Red Sea, and the plagues which God wrought in Egypt when He brought His people out of the house of bondage.

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

JIMMY SWAGGART (ENGLISH)

A Brief Biography of Jimmy Swaggart


Go ye into all the world and preach the Gospel to every creature (Mark 16:15)

Jimmy Lee Swaggart was born March 15, 1935, in Ferriday, Louisiana. Ministering the Word under the anointing of the Holy Spirit, he preached to stadiums filled with capacity crowds around the world and, pioneered televangelism through his weekly telecast. In the 1980's his television programming transmitted to over 3,000 stations and innumerable cable systems each week. Reverend Swaggart's telecasts were seen by more than 8 million people in the United States and by more than 500 million people worldwide, making it the most widespread mass communication of the Gospel in history!

Reverend Jimmy Swaggart first started his television ministry in 1975 and it continues today, over 33 years later, airing nationally and internationally to a potential viewing audience of over 80 million. The weekly Jimmy Swaggart Telecast and A Study in the Word are seen nationwide and abroad on 78 channels in 104 countries and live over the Internet.












Broadcasting

Television has enabled Jimmy Swaggart Ministries to carry the Good News to people in every part of the world and his messages have been translated into 11 different languages. From the vast slums in Manila to the mission fields of Russia, television is the primary tool this ministry is using to reach countless numbers of lost souls. Reverend Jimmy Swaggart is the President of the SonLife Radio Network which is heard nationwide on over 78 stations and around the world via the internet. Since its launching on June 26 1995,













At the end of 2009 Jimmy Swaggart Ministries launched the SonLife Broadcasting Network.
The Music of Jimmy Swaggart

Young Jimmy Swaggart at Piano
Jimmy Swaggart Ministries has long been known for its anointed music. Reverend Swaggart has recorded over 50 Gospel Albums, with approximately 15 million Recordings sold worldwide. His first album, Some Golden Daybreak, was made primarily to have a record he could give people at his early revivals. Recognizing his gift, Frances Swaggart began encouraging him to contact radio stations. As Jimmy Swaggart's songs began to be aired on radio, the public response was overwhelming. In the spring of 1958 Sam Philips (the producer who discovered Elvis Presley) had sent for the small town, piano-playing, preacher to come to Memphis. He wanted to sign Jimmy Swaggart as the first Gospel artist on the Sun Record Label. However, with a heart to minister the Gospel, the young Swaggart turned him down.


A young Jimmy Swaggart
In 1974 Jimmy Swaggart was voted Favorite Gospel Music Artist for "Singing News". In 1977 "Record World" Magazine honored him as Male Vocalist of the Year. In that same year Jimmy was a Dove Award finalist in three categories: Male Vocalist of the Year, TV Program of the Year, and Instrumentalist of the Year. Again in 1978 Jimmy Swaggart became a Dove Finalist as Instrumentalist of the Year, and in 1980 a Dove Award finalist in four Categories: Children's Album of the Year for "Color Me a Story," Instrumentalist of the Year, Year's best Traditional Album for "Homeward Bound," and Best Gospel Album of the Year for "Worship." The prestigious Grammy Awards nominated Jimmy's "Live from Nashville" for Best Album in 1976, and again in 1980, Jimmy's "Worship" album became a Grammy finalist.









Print Media



Reverend Jimmy Swaggart is the author of several Christian works offered through his ministry as well as the author of the Expositor's Study Bible. The leather bound edition of the Expositor's Study Bible is the fastest selling Study Bible in the world. He has also written 12 Study Guides and 28 Commentaries on the Bible.

The first issue of the monthly magazine, The Evangelist, was four pages and printed in black and white. The present full color glossy edition is distributed online and throughout the world.












Family Worship Center

Jimmy Swaggart Ministering at Family Worship Center
Rev. Swaggart is the Pastor of Family Worship Center, in Baton Rouge Louisiana, a multi-cultural, interdenominational, Full Gospel Church that continues to be the spiritual hub of the ministry. Thousands of lives are touched in the three Campmeeting Services held each year, while the weekly Services continue to grow under a fresh Anointing of the Holy Spirit.

Family Life
Jimmy Swaggart with Grandson Ryder




Reverend Swaggart is married to Frances Swaggart and has one son, Donnie Swaggart. Donnie Swaggart is a dynamic minister inhis own right and not only serves with his father, but travels at home and abroad boldly preaching the unchanging Word of God. Rev. Swaggart's beautiful wife, Frances, is a crucial part of the day to day functioning of the ministry and hosts the popular SonLife Radio program, Frances and Friends.










Reverend Jimmy Swaggart has three grandchildren, Jennifer, Gabriel and Matthew Swaggart. His grandson Gabriel and wife Jill, head Crossfire Youth Ministries an integral and vibrant youth outreach of Family Worship Center. Pastor Gabriel and Jill have two young daughters , Samantha, and Abby. Rev Swaggart's grandson Matthew is also active in the ministry. He is married to JoAnna Swaggart and has a son, Ryder-Presley Swaggart.

Family is important to Reverend Swaggart and he enjoys and cherishes the time he spends with them.






SOURCE:http://www.jsm.org/about_jimmy_swaggart.php